Rua Freire Farto, 56 - Parque Jabaquara, São Paulo (SP) CEP: 04343-120 | Telefone: (11) 2578-0422

Títulos: o texto precisa ter cabeça

O título é uma das partes do texto jornalístico de maior relevância e dificilmente será substituído por alguma novidade, que seja criada em breve ou daqui a décadas. Aparentemente, a técnica de titulagem é muito simples, mas não é bem assim. Ela envolve muita psicologia, porque o autor precisa refletir de antemão o comportamento do leitor/internauta, da sua interpretação e entendimento, e se ele provoca o tão famoso hoje engajamento ou envolvimento com aquela pessoa que o lê. O título, portanto, pode ser o início, mas também o fim de um bom trabalho jornalístico, se não for elaborado corretamente. De fato, esse elemento é crucial para induzir leitores/internautas à leitura e se não tiver qualidade técnica, invariavelmente, o receptor não dará início a sua leitura no corpo do texto. Os americanos o chamam de head ou head line, ou seja, cabeça ou linha cabeça. Então, só para lembrar, que se não há um…

Continuar lendo

Assessoria de Imprensa: Diferenciais significativos em uma entidade de classe

Quando se fala no papel da imprensa em entidades de classe há que se pensar na atuação da própria entidade junto aos seus associados, formadores de opinião e governo, incluindo todos os poderes constituídos, que são, em sua maioria, os grandes responsáveis pelas dores e soluções dos setores representados. Um exemplo no Brasil que envolve praticamente todas as entidades de classe, uma vez que atinge todas as sociedades civis organizadas e empresas instaladas do País, é a questão tributária e a questão dos custos de produção no Brasil. Como que as entidades de classe podem tratar dessa questão junto à opinião pública? Certamente que um esquema bem articulado junto a jornalistas e formadores de opinião pode ajudar muito. Por exemplo, recentemente  saiu uma matéria de capa no jornal Estado de S. Paulo falando de um estudo realizado pela ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos sobre o…

Continuar lendo

Assessoria de imprensa para empresas B2B

Muitas empresas B2B, ou seja, aqueles negócios que não vendem para a grande maioria do público e têm espaços segmentados para comercialização de seus produtos/serviços, costumam alegar que não empregam assessoria de imprensa porque não atuam diretamente com o consumidor e, portanto, a mídia não teria maior interesse em suas atividades. Mas hoje há uma imprensa especializada e subespecializada em empresas B2B, extremamente desenvolvida, pujante e sempre à procura por informações sobre seu segmento de atuação.   De fato, nenhum empresário vai a um supermercado, por exemplo, para comprar uma embalagem para o seu produto industrial. Um fabricante de sacolas plásticas para supermercados, por exemplo, tem como público-alvo o supermercado, e isso tem de ser bem claro. O setor B2B ou Business to Business trabalha com bens que não são de consumo, ou seja, são artigos, equipamentos, serviços, matérias-primas ou mercadorias desenvolvidos para um negócio empresarial. Há um público-alvo bem…

Continuar lendo

Como o trabalho de uma assessoria de imprensa pode melhorar as vendas

Há muito tempo, todos profissionais que têm um primeiro contato com as assessorias de imprensa, geralmente perguntam “Ah tudo bem, mas como é que eu vou medir o retorno desse trabalho? Isso vai impactar minhas vendas?”.Essa é uma questão que todo empresário, especialmente aqueles de menor porte, que não têm estrutura organizacional muito delineada, com incumbência exata do funcionário dentro da empresa, ou mesmo aqueles que possuem uma diretoria de comunicação, geralmente perguntam como é que um trabalho de comunicação pode melhorar as vendas?Na realidade, percebe-se que as empresas querem estabelecer uma relação direta entre assessoria de imprensa e o avanço no faturamento, mas não é bem assim que funciona. O resultado de vendas nunca pode ser medido por uma ação isoladamente. Geralmente, o aumento de vendas considerado se dá por meio do esforço conjunto, ou seja, ação do marketing, do próprio departamento de vendas da empresa e também da…

Continuar lendo

Assessoria de Imprensa e seu papel fundamental na disseminação responsável de informações

Hoje em dia muito se fala em ‘espalhar notícia’, isso, com o advento do mundo digital, tem se tornado mais fácil e rápido, no entanto é sempre bom lembrar que nem tudo que é dito na internet, necessariamente, é verdade e aí começa uma longa discussão sobre o papel do jornalismo e, principalmente, da assessoria de imprensa na disseminação de informações na era da internet. Desde seu início, o trabalho da assessoria de imprensa foi, principalmente, o de auxiliar na divulgação de conteúdos de seus clientes, isso, lógico de maneira responsável e verdadeira. Atualmente, a assessoria de imprensa tem vários papéis e com o aumento das demandas criadas pela internet precisou se adaptar aos novos meios de divulgação, passando a fazer parte de um conjunto de ações de propagação de marca nos meios digitais chamado de Marketing Digital. Dentro desse grupo são vários os tipos de ferramentas que podem ser…

Continuar lendo

O que é assessoria de imprensa?

O que é assessoria de imprensa

                                                                       O que é Assessoria de Imprensa?

 

Na prática, existem muitas definições de assessoria de imprensa, mas os nossos quase 40 anos de exercício no mercado, permitem-nos definir assessoria de imprensa como uma forma permanente de relacionamento com o mercado via formadores de opinião.

Grande parte dos potenciais usuários de comunicação corporativa,  ainda tem dúvidas referentes às atividades de  um assessor e qual a importância para quem utiliza e acredita na influência que tem a comunicação corporativa.

De maneira bem simples, os serviços de uma boa assessoria, atualmente, envolvem comunicação corporativa, interna e externa, que ocorre por meio dos meios de comunicação, criando  conteúdos e notícias  que circulam nas empresas, e que provavelmente até que um assessor de imprensa os veja, jamais seriam transformados em notícias, em  jornais, revistas, blogs, sites e outros meios de comunicação, não esquecendo o trabalho nas redes sociais e blogs, que  empregam as técnicas de marketing digital e marketing de conteúdo.

A partir das atividades realizadas pelos comunicólogos, o assessorado vai ter o seu cotidiano, seus lançamentos e outras atividades transformados em notícia e materiais fortemente interessantes para os veículos de comunicação, que passarão a incluir em seu noticiário a marca, seus produtos e negócios em geral.

A função primordial do assessor é achar um gancho jornalístico naquilo que os donos da organização achavam comuns, até então. Com isso, é possível elevar a visibilidade entre seu público-alvo e, ao mesmo tempo, gerar conteúdo relevante para os meios de comunicação.

Além disso, com esse trabalho de comunicação nos diversos jornais, sites, revistas, rádios e canais de televisão, a procura pelos produtos e serviços daquele cliente também vão aumentar, pois a partir dessa notoriedade e confiança que há no jornalismo, a marca vai obter uma valorização e/ou manter a credibilidade por haver essa sensação de transparência com a imprensa.

Como funciona?

Com um olhar apurado e valendo-se de sua experiência e expertise como um jornalista, cabe o assessor de imprensa criar e sugerir fatos e eventos que possam ocupar espaço na mídia. Caso não tenha, é possível produzir algo, como citado anteriormente, por isso, é necessário identificar ganchos que possam ser relevantes para a imprensa, para que se tornem notícia. A equipe da assessoria de imprensa vai facilitar a relação entre o cliente e a imprensa, seja ela impressa, online, televisiva ou radiofônica.

É importante lembrar que a assessoria faz a manutenção do bom relacionamento com os diferentes veículos, levando o cliente a ser visto como uma fonte relevante de informação. Isso inclui também o gerenciamento de crise, que é uma situação que requer esse bom contato com os comunicadores, principalmente para conceder sua versão de algum fato ocorrido ou emitir notas oficiais.

Tendências em Assessoria de Imprensa

 Em quase 40 anos de atividade na Vervi, é possível dizer que foi importante reinventar-se várias vezes, uma vez que vivemos inúmeras fases da comunicação, em particular o contexto socioeconômico e político do país. Vivemos a era do auge da propaganda, a qual o anúncio era soberano, e os dizeres totalmente livres, sem preocupação com a lei do consumidor, que no Brasil entrou efetivamente em vigor em 1990.

Nessa situação, era a empresa falando dela mesmo. Depois veio a era da disseminação de notícias por meio de assessoria de imprensa, em que a entidade ou pessoa física falava através dos veículos de comunicação.

Posteriormente, vivemos o período em que as assessorias de imprensa começaram a integrar seus serviços com agências e auxiliar no marketing e publicidade das marcas.

E, hoje, temos profissionais de diversas áreas da comunicação trabalhando em conjunto. Não é só assessoria de imprensa, é também marketing digital, comunicação interna, social mídia e até mesmo criadores de conteúdo para Blogs empresariais e YouTube, assim como fazemos aqui na Vervi Assessoria e Comunicações.

Minha experiência

Fazer jornalismo foi uma das decisões mais sensatas que tomei na vida. Amo o que eu faço. Amo escrever. Amo fazer pautas, publicar matérias, artigos, cavar espaços para os clientes e pensar em maneiras diferentes de publicar os mesmos fatos com focos em veículos especializados.

Pensar que um cliente nosso, como a ABIMAQ, que está conosco há mais de 10 anos, e que consegue estar presente na mídia com aproximadamente 6.000 publicações ao ano, sim, eu disse 6000 ao ano! O que gera  uma média por dia de 16 ou 17 publicações, é muito gratificante.

Acredito na força da assessoria de imprensa. Depois de passar oito anos na reportagem do Estadão e ver como é a busca insana e diária dos jornalistas pela notícia, concluí que produzir matérias de diferentes organizações, além de rentável, é uma prestação de serviços relevante para o jornalista que está na redação. Depois 40 anos no ofício, continuo amando o jornalismo mais que tudo na vida!

Então, gostou desse conteúdo? Compartilha com seus amigos que gostariam de entender a respeito das diversas vertentes do jornalismo ou que apenas são curiosos.

Temos também o mesmo assunto lá no YouTube, onde explico de forma mais objetiva. Se te interessar, clica aqui e assista ao vídeo ou, se preferir, fica só ouvindo enquanto realiza suas atividades!

 

Este artigo foi escrito por Vera Lúcia Rodrigues, fundadora da Vervi Assessoria de Imprensa e Comunicações, jornalista e mestre em Comunicação Social pela Universidade de São Paulo (USP).  

Continuar lendo

Tudo que você sempre quis saber sobre assessoria de imprensa mas não teve coragem de perguntar

Assessoria de imprensa é um conceito do âmbito da comunicação, sendo uma ferramenta responsável pela relação com a mídia que envolve áreas como publicidade, relações públicas, jornalismo e propaganda. É muitas vezes feita por uma agência ou um departamento de relações públicas. Aí você começa a pesquisar na internet, que é uma das formas mais rápidas e mais baratas de se fazer uma consulta, e chega a inúmeras definições. A wikipedia, por exemplo, define assessoria deimprensa como um dos instrumentos de comunicação desenvolvido para as organizações, sendo inerente as atividades da área de comunicação. Sua principal tarefa é tratar da gestão do relacionamento entre uma pessoa física, entidade, empresa ou órgão público e a imprensa. No Brasil, os profissionais que desempenham a função de assessoria de imprensa costumam ter formação em jornalismo e relações públicas. Em alguns países, a função não é exatamente de um jornalista, mas pode ser feita também por relações públicas e pessoas…

Continuar lendo

Assessoria de imprensa para indústria

Vivemos a era da especialização. Não temos só ortopedistas, temos ortopedistas especialistas em pé. Mas não é qualquer pé, é no pé direito ou especialistas em pé esquerdo, especialistas em calcâneo e assim vai. No jornalismo não poderia ser diferente. Temos os especialistas em política, economia, esporte e os especialistas na arte de transformar seus clientes em notícia. Que clientes? Pode ser o Chitãozinho e Xororó, pode ser o CRM -Conselho Regional de Medicina, a OAB - Ordem dos Advogados do Brasil ou a KRJ, especializada no desenvolvimento e fabricação de conectores elétricos para redes aéreas. As necessidades da KRJ são necessariamente diferentes das necessidades do Chitãozinho e Xororó. Dai a necessidade da especialização, especialmente quando levamos em consideração o público alvo de ambas. Sempre é importante definir porque um conjunto musical, uma entidade de classe, pessoa física ou empresa necessitam de assessoria de imprensa. Qual é a razão pela qual querem…

Continuar lendo

Qual é a diferença entre assessoria de imprensa e publicidade e outras dúvidas frequentes

Afinal, qual é a diferença entre assessoria de imprensa e publicidade? Apesar de bem diferentes, as atividades ainda geram muitas dúvidas e são confundidas como sendo a mesma coisa ou como atividades similares. No entanto, apesar de ambas lidarem com a divulgação de produtos, atividades, profissionais, marcas ou serviços, existem diferenças significativas entre elas. A assessoria de imprensa tem entre seus objetivos identificar, junto a seus clientes, assuntos que sejam do interesse coletivo, para que sejam sugeridos visando a publicação como matérias em veículos de comunicação. Para isso, o contato é feito com jornalistas e editores. A publicidade também divulga informações sobre o cliente, em forma de anúncios, com foco não no interesse público, mas na venda dos seus produtos e serviços. Para isso, o contato é feito com o departamento comercial dos veículos para a definição e compra de espaços publicitários para veiculação dos anúncios e/ou comerciais. Outra diferença…

Continuar lendo

O mercado realmente sabe o que sua empresa faz?

Muito se tem falado sobre a importância da marca para o sucesso de qualquer produto ou empreendimento, reforçando de forma crescente o seu papel no universo corporativo. Hoje, um dos principais ativos que qualquer empresa possui é sua marca. Não é preciso chegar às marcas que se tornaram sinônimo dos próprios produtos, como Gilette, Havaianas, Maizena, mas a percepção que as pessoas têm sobre um produto ou serviço é fundamental, e o efeito que uma marca é capaz de causar é essencial para o sucesso de um negócio. Com o advento do aumento da competitividade e necessidade das organizações de mostrar diferenças e agregar valor aos produtos e serviços, a importância das marcas tem sido cada vez mais referenciada. Objetivando diferenciar e maximizar os resultados no mercado, o valor da marca tem adquirido importância estratégica para as empresas. Por isso, é essencial perceber como a entrada de novos concorrentes, como…

Continuar lendo
Fechar Menu