Rua Freire Farto, 56 - Parque Jabaquara, São Paulo (SP) CEP: 04343-120 | Telefone: (11) 2578-0422

Já aconteceu com grande parte das empresas. Após o lançamento de um produto inovador, onde houve investimento em tecnologia, processo e patente, os jornais e revistas especializadas não publicam o assunto. Em compensação, a empresa percebe que alguns concorrentes aparecem em várias matérias publicadas na mídia. Qual a diferença entre as empresas que obtém visibilidade e aquelas que não aparecem? Como algumas marcas, ou alguns produtos ou serviços obtêm espaço em matérias em revistas, jornais, sites, portais, televisão, e outros não?

A maioria das empresas desconhece como os jornais e outros veículos de informação são produzidos e como podem se beneficiar destes espaços. Quando começam a entender o processo de produção das mídias, percebem que também podem ser fonte de informação e que podem ter seus produtos ou serviços divulgados não apenas por meio de publicidade paga, onde a empresa fala de si mesma, mas também em espaços editoriais, em forma de matéria escrita por um jornalista.

Processo de produção das mídias

A presença de uma empresa em espaços editoriais, em matérias ou notas, é totalmente diferente da presença em anúncios publicitários. Como o espaço publicitário é pago, a empresa tem total controle sobre ele: escolhe o que será publicado, onde, quando e qual a mensagem a ser passada. No caso de um espaço editorial, que não é pago, quando um jornalista ou editor do veículo decide publicar uma nota ou matéria sobre uma marca, empresa, produto ou serviço, é o veículo que tem o controle sobre o destaque a ser dado, a partir das informações colhidas junto à empresa. A publicidade tem seu valor e sua importância na divulgação de uma marca, mas quando a questão é a credibilidade, a publicação em um espaço editorial é mais vantajosa. Isso porque, no caso de notícias positivas, obviamente, a credibilidade da informação dada pela imprensa em matérias, junto à sociedade em geral, é muito alta, uma vez que não é a empresa que fala de si própria, mas sim um veículo de comunicação.

Grande parte das matérias a respeito de empresas veiculadas por jornais, revistas, sites, portais e emissoras de televisão ou de rádio são resultado do trabalho de uma assessoria de imprensa, que tem como finalidade, basicamente, colocar uma empresa em destaque na mídia (além de diversas outras atividades, como gerenciamento de crises, atendimento a solicitações de jornalistas e media training).

Em muitos casos, ao invés de o repórter ir até a fonte para realizar uma matéria, a fonte chega até o repórter, nas redações, por meio de sugestões de pautas ou releases (textos jornalísticos produzidos pela assessoria) enviados pela assessoria de imprensa,

De forma resumida, uma assessoria de imprensa gerencia o fluxo de informações entre a empresa ou profissional assessorado e os veículos de comunicação. O assessor de imprensa tem o papel de identificar junto à empresa assuntos que podem virar notícia, e, após a identificação destas oportunidades, entra em contato com jornalistas para viabilizar a publicação das mesmas. Em outras situações, o papel do assessor é reativo, quando ele recebe solicitações de jornalistas querendo entrar em contato com a empresa para a realização de entrevistas, e filtra e organiza todo o processo.

Possibilidades e oportunidades

Não são somente as grandes empresas, as multinacionais, as grandes marcas, os políticos e autoridades ou as grandes celebridades que podem estar na mídia. Existem inúmeros veículos de comunicação abordando diferentes temáticas, voltados para públicos específicos. Mesmo os veículos voltados para o público em geral, como os grandes jornais, possuem editorias especializadas, em assuntos como: cultura, tecnologia, turismo, gastronomia, educação, economia, indústria, automóveis, imóveis, entre outros. Assim, assuntos relacionados às atividades ou produtos desenvolvidos por qualquer empresa, mesmo de pequeno ou médio porte, ou profissional autônomo, podem ser do interesse do público leitor ou espectador de pelo menos alguns veículos de comunicação.

Portanto, cabe à assessoria conhecer profundamente os veículos, suas características e seu público, sua periodicidade, tendo a dimensão das possibilidades e necessidades de cada um deles, para definir um planejamento estratégico na divulgação das notícias que seja viável e eficaz.

Os jornais, por exemplo, têm em sua maioria editorias que trabalham com notícias relacionadas ao imediatismo, como os cadernos de cidade, política, etc., mas possuem também editorias que veiculam pautas frias, ou seja, possuem espaço para assuntos que não estejam totalmente relacionados a datas recentes, e não precisam ser publicados logo após a ocorrência do fato, como tecnologia, saúde, turismo. Já as revistas, pela periodicidade espaçada, possuem mais espaço ainda para as notícias frias. E nelas, as notícias datadas não tem tanto espaço, uma vez que não serão publicados assuntos “antigos”, semanas após um evento, por exemplo. Por outro lado, as revistas costumam ter espaço para se aprofundar mais em um assunto.

Por que sua empresa não tem destaque nos veículos?

Se sua empresa está realizando esforços e não consegue se destacar na mídia, provavelmente o trabalho para divulgar notícias está sendo conduzido de forma ineficiente. É possível que algumas das situações seguintes estejam acontecendo:

  1. Envio de pautas que não interessam ao veículo: As redações de veículos de comunicação recebem uma gigantesca quantidade de releases e sugestões de pauta diariamente, sobre os mais variados assuntos, e de diversos lugares do País. Para que uma sugestão seja publicada, é preciso que ela esteja adequada ao veículo para onde foi enviada. É preciso que seja do interesse do público alvo do veículo. Se uma notícia sobre o lançamento de um inovador produto de limpeza for enviada para um jornalista de um caderno de cultura, por exemplo, jamais será publicada.
  2. Textos com redação inadequada: Os releases que serão enviados como sugestão para os jornalistas precisam ser objetivos, ter foco e utilizar linguagem adequada. A redação de um texto jornalístico é diferente da linguagem utilizada em publicidade, por exemplo, já que na publicidade podem ser usados artifícios para atrair o público, como frases de duplo sentido, elogios ao produto e mensagens subliminares, usados de forma criativa. Já o texto jornalístico precisa ser bem elaborado e imparcial, e apresentar os fatos pertinentes ao assunto abordado de maneira objetiva e da forma mais clara possível. Um texto superficial, incompleto, ou com características de publicidade, se enviado à redação de um veículo, não será considerado para publicação pelos jornalistas.
  3. Falta de relacionamento com jornalistas: O relacionamento estabelecido com jornalistas também é fundamental para que uma empresa consiga espaço na mídia. Além de viabilizar publicações de notícias na mídia, a assessoria de imprensa tem a finalidade de manter um constante canal de comunicação entre a empresa ou assessorado e os veículos de comunicação. Nem sempre os releases enviados como sugestão, mesmo quando adequados, serão aproveitados pela redação e publicados, devido a diversos motivos, como espaço disponível, programação de pautas já definidas, eventos imprevistos que precisam ser noticiados de última hora, entre outros. No entanto, o constante contato entre a assessoria de imprensa e os jornalistas dos veículos relacionados à área de atuação do cliente tem inúmeros benefícios. A criação e a manutenção de uma boa relação entre a assessoria e os veículos tornará a empresa cliente cada vez mais conhecida no meio jornalístico, o que pode aumentar as chances de se emplacar pautas futuras. Além disso, quando o jornalista estiver produzindo uma pauta especificamente relacionada ao segmento de atuação do cliente, e precisar de uma fonte para a matéria, haverá sempre a possibilidade de ele se lembrar da assessoria e entrar em contato para solicitar uma entrevista com o cliente.

Como ganhar destaque na mídia?

Como a assessoria consegue, com freqüência, publicações relevantes para seus clientes? A assessoria de imprensa trabalha com a noção clara do que é interesse público e do que é mera publicidade. Ou seja, quando uma empresa pode se tornar notícia, ela não está apenas querendo vender seus produtos, ela está apresentando contribuições e informações importantes para o mercado e para a vida das pessoas. Desta forma, é possível conseguir visibilidade para produtos e atividades interessantes, úteis ou inovadoras em qualquer segmento, especialmente quando se conta com o apoio de uma assessoria de imprensa.

A assessoria faz a ponte entre a empresa e os jornalistas, identifica os assuntos relacionados a cada veículo específico e sugere pautas para os inúmeros contatos que possui, tendo como prioridade oferecer para o jornalista um release que seja interessante para seu veículo, ou seja, contribuindo com o conteúdo a ser produzido pelo profissional da imprensa.

Como os jornalistas sabem que o material vindo de uma assessoria reconhecida e experiente possui qualidade, pertinência e veracidade, isso contribui para a boa aceitação das sugestões de pautas, aumentando assim a possibilidade de publicação do assunto.

Para isso, além do conhecimento sobre os veículos, a assessoria também deve conhecer profundamente a empresa ou assessorado, suas características, missão, valores, público alvo e objetivos a serem atingidos, a curto, médio e longo prazo. A partir daí, o desenvolvimento de um plano de comunicação é realizado em conjunto com o cliente, buscando trabalhar sua imagem para transmitir ao público o perfil desejado.

A presença constante em veículos de comunicação ajuda as empresas, sejam elas grandes, médias ou pequenas, a enfrentarem a competitividade e a concorrência, destacando e consolidando, pouco a pouco, uma marca, produto ou atividade no mercado. Para a formação de uma imagem positiva de uma empresa, de qualquer porte, ou de um profissional autônomo, junto à opinião pública, a assessoria de imprensa é um instrumento essencial.

Sobre a Vervi

A Vervi é uma assessoria de imprensa que há 34 anos identifica e analisa informações rotineiras, traduz em linguagem jornalística e as transforma em notícias. Expert em mídia, auxilia a posicionar e fortalecer a imagem das marcas com as quais trabalha, espalhando as notícias e tornando produtos e serviços conhecidos através de estratégias de comunicação, da realização de encontros de relacionamento com jornalistas, de media training e de gerenciamento de crises.

Conheça a Vervi:

Twitter: @GVervi

Facebook: Vervi Assessoria e Comunicações

Linkedin: Grupo Vervi Comunicação

Site: www.grupovervi.com.br

Fones: (11) 2578.0422

Deixe uma resposta

Fechar Menu